Moana - Um Mar de Aventuras | CRÍTICA

13:55

Depois de 43 dias desde o lançamento norte-americano, Moana - Um Mar de Aventuras, novo filme da Disney Animation Studios, finalmente estreou aqui no Brasil na última quinta, dia 5 de janeiro. Carregado de personagens surpreendentes e dono de uma história diferente de todas as outras, a mais nova animação promete encantar e divertir crianças e adultos de todas as idades.
O 56º longa-metragem de animação da Disney é dirigido por Ron Clements e John Musker, que também são responsáveis por diversos sucessos como A Pequena Sereia (1989), Aladdin (1992), Hércules (1997) e A Princesa e o Sapo (2009).

Imagem relacionada

A história se passa há três mil anos, onde os navegadores atravessaram o Pacifico Sul e encontraram as ilhas da Oceania. Porém, por algum motivo até então desconhecido, as navegações pararam. E quem vai tentar buscar uma resposta para isso é a Moana, que não entende o porquê de não poder explorar o oceano que envolve a ilha em que vive. Junto com Maui, um lendário semideus, ela atravessa o mar em busca de Te Fiti, a deusa da vida que, segundo a lenda, teve seu coração roubado pelo próprio Maui. E, nessa viagem divertida e perigosa, os protagonistas enfrentarão diversos desafios, desde monstros nativos até o seu próprio psicológico.
Primeiramente, Moana (Auli'i Cravalho) não gosta de ser chamada de "princesa". E ela não se parece em nada com uma. De todas as pessoas de sua tribo, ela é a mais corajosa e a que mais sonha em ter uma vida cheia de aventuras. Ela não tem um par romântico e é com certeza a personagem mais foda forte e independente que você encontrará no meio das princesas da Disney, diferente de qualquer uma das suas antecessoras. Apaixonada pelo mar, a filha do Chefe (como prefere ser chamada) é desde pequena impedida de explorá-lo, mesmo tendo uma conexão real com o oceano, uma conexão que nem mesmo ela entende.

Resultado de imagem para moana

Já Maiu (Dwayne Johnson) é um personagem muito bem construído que nos diverte com as suas tatuagens, que servem para contar as diversas histórias do semideus. Capaz de se transformar no animal que quiser, o transmorfo prova o quão incrível é logo nas primeiras cenas do filme, quando se mostra um personagem forte e corajoso (assim como a Moana) e.que, como o filme deixa bem claro, tem um bom coração.
Outro personagem importante na história é a Tala, avó de Moana, que, diferente do pai da garota, Taui, a incentiva a seguir seu coração e ir se aventurar no mar. Também tem o Te Ka, um monstro de larva que, segundo Maui, também quer o coração de Te Fiti. E há também Tamatoa, um siri que coleciona "tesouros" brilhantes. A cena em que aparece é sombria e um tanto assustadora, e que deu medo até em mim.
Até mesmo o Mar é importante no desenrolar da história, pois ele se apresenta um bom amigo para Moana, que é capaz de controlá-lo. 
Mas, na minha mais sincera opinião, o personagem mais divertido da animação é o Heihei, o galo de Moana que absolutamente não bate bem da cabeça. É o alívio cômico do filme, que faz tanto as crianças quando os adultos caírem na gargalhada no cinema. Apesar de Pua, o porco da garota, ser fofo, Heihei é engraçado e totalmente maluco, o que fez as pessoas o adorarem logo de cara.

Resultado de imagem

Outro fato super importante desse filme, assim como de quase todos os outros filmes de princesa (com exceção de Valente), Moana é um musical. Com músicas como You're Welcome/De Nada e How Far I'll Go/Saber Quem Sou, a animação apresenta mais uma carga de músicas viciantes e encantadoras, assim como aconteceu em Frozen - Uma Aventura Congelante. Com letras divertidas (e algumas emocionantes) e ritmos animados, as músicas são capazes de apresentar a cultura que o filme apresenta, e faz o público manter a atenção constante na tela do cinema.

Imagem relacionada

Moana - Um Mar de Aventuras superou minhas expectativas em todos os aspectos, me encantou, me divertiu e me fez chorar. Um filme em que o alvo principal são as crianças, eu acredito que pessoas mais velhas e com um senso crítico mais elevado apreciam ainda mais o filme, pois ele nos faz refletir e nos emociona mostrando a história de uma personagem maravilhosa e cheia de vida.
Eu me apaixonei totalmente pela Moana por ela ser a personagem mais diferente apresentada pela Disney até os dias de hoje, seja sobre sua cultura, sobre seus cabelos volumosos ou sobre a sua cor. Ela tem uma personalidade forte e, como o próprio Tamatoa diz: ela brilha. Em todos os aspectos. E nos mostra que, independente de "princesas" ou "filhas do Chefe", nós garotas podemos ser e fazer o que quisermos.

You Might Also Like

0 comentários